Alergia? Algumas dicas úteis para o lar.

Esse é um grande inimigo: o ácaro!
Essas também são nossas inimigas: as bactérias.
Os principais habitantes das casas modernas são os ácaros, os fungos e as bactérias, que habitam principalmente os locais mais escuros, úmidos e pouco ventilados. Os seus espaços preferidos são pias e gabinetes, rejuntes e cantos menos movimentados. “Eles criam colônias que podem ser percebidas pelo escurecimento do local; é o que chamamos de biofilmes de fungos e bactérias”, explica Maria José Silveira, da Control Bio, especialista em microbiologia. No caso dos ácaros, os locais prediletos são os tecidos de camas, travesseiros, tapetes, carpetes e sofás. “Eles alimentam-se de pele humana e outras sujeiras que formam a maior parte da poeira das casas”, salienta.
COMO PROVOCAM AS ALERGIAS?

“Eles são os alérgenos, fatores ambientais que provocam as crises”, explica Ana Paula Castro, alergologista e diretora da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (Asbai). O simples contato com ácaros (e suas fezes), esporos de fungos e bactérias, pelos de animais, restos de insetos, além das toxinas produzidas por estes seres, pode desencadear uma reação alérgica. Além disso, as alergias não têm cura, mas podem ser controladas, e a limpeza dos ambientes é fundamental neste processo. “Se uma sala não está higienizada, uma simples movimentação de portas já é suficiente para espalhar esporos de fungo pelo ambiente”, conta Maria José, da Control Bio.
COMO ACABAR COM OS ÁCAROS?
Areje o quarto diariamente;
Deixe os colchões, os edredons e as almofadas apanharem sol;
Aspire os colchões e os tapetes regularmente;
Dê banho aos seus animais domésticos pelo menos 2 vezes por semana;
Lave os tapetes e os bonecos de peluche de duas em duas semanas;
Evite cobertores e blusas de lã;
Quantos menos peluches nos quartos melhor;
Se tiver alguma alergia, deve evitar as almofadas de penas.
Uma vez que os ácaros proliferam em temperaturas quentes e humidades elevadas, convém controlar estes dois fatores.

DICA do blog "truques de Mulher" (adorei): Misture uma parte de detergente líquido em quatro partes de óleo de eucalipto¹.
- Deixe as roupas de molho nessa mistura por meia hora e depois as lave normalmente.
Em casos mais graves o recomendado é não ter tapetes ou carpetes em casa e evitar deixar a casa sem ventilação por muitos dias, mesmo e principalmente no inverno.
¹ O óleo de eucalipto pode ser encontrado em lojas de produtos naturais.

Devem ser eliminados os capachos e tapetes grossos. O pavimento deve ser liso, por exemplo em madeira ou vinilo e fácilmente lavável.
Tapetes nesses casos não são aconselháveis.

Prefira nesses casos os Pisos Laminados!

Preferir cortinas simples e em material sintético ou madeira!
Painel Europa
CUIDADOS A TER COM A CAMA
Os ácaros instalam-se entre as fibras naturais e sintéticas. A lavagem frequente dos lençóis não consegue eliminá-los.
Encontram-se principalmente nos colchões, seja qual for o material de que são feitos. Os colchões velhos (mais de oito anos) constituem um problema, dado que no seu interior se depositaram tantos ácaros e alergenos que é praticamente impossível a sua eliminação.
Devem ser utilizados preferencialmente edredons de material sintético (não usar os de penas) no lugar dos cobertores
Utilizar almofadas de espuma ou outro material sintético. Devem ser substituídas periódicamente (por exemplo de 3 em 3 anos)
Evitar os lençóis de flanela, optando pelo algodão
Os cobertores felpudos não devem ser usados. Quando usar cobertores preferir os de fibras sintéticas, e usar por cima deles uma coberta, colcha lisa ou edredon.
Os lençóis, fronhas da almofadas e edredons deve ser lavados a temperaturas superiores a 60ºC, pois só assim é possível a remoção eficaz dos ácaros e das suas partículas.
A utilização de coberturas anti-ácaros para almofadas e colchões é considerado um método muito eficaz na redução dos níveis de ácaros na cama e assim devem ser recomendadas aos doentes alérgicos aos ácaros. No entanto, nem todas as coberturas comercializadas possuem igual eficácia.

Dentro de casa temos contato também com diversos agentes químicos, encontrados em produtos de limpeza, colas, tintas e vernizes. São os chamados compostos voláteis orgânicos (CVOs), como o formaldeído, os hidrocarbonetos e outros compostos que evaporam e permanecem no ar, atingindo todos os que vivem no ambiente. “O ar, uma vez contaminado, gera crises alérgicas que, mesmo em um espaço projetado com tais cuidados e utilizando purificadores, não permitem garantir nosso bem-estar”, confirma Bianka Mugnatto, arquiteta.

Segundo a arquiteta Bianka Mugnatto, que há 12 anos dedica-se ao desenvolvimento de áreas para pessoas alérgicas, é preciso combinar produtos adequados e uma manutenção apropriada. “É o que chamamos de controle ambiental”, explica. “Graças à evolução da tecnologia, se aplicarmos os produtos que temos disponíveis hoje é possível elaborar um espaço criativo e com charme”. Veja algumas dicas:
Identifique as alergias e as sensibilidades dos moradores (como pelos ou pó), pois estes devem ser combatidos.
Privilegie revestimentos, pinturas e materiais com proteção natural contra fungos.
Use móveis com rodízios, eles facilitam a movimentação e a limpeza.


Escolha revestimentos que não acumulam pó, mas que também não sejam muito frios, pois a baixa temperatura pode desencadear reações alérgicas.
Procure manter a casa sempre bem ventilada e iluminada, ao menos 15 minutos por dia, se a casa estiver fechada como por exemplo, casa de praia ou de campo, utilize purificadores de ar nos ambientes.
Utilize produtos de limpeza neutros.
SERÁ QUE EXISTE UM LIMITE PARA A LIMPEZA?
Uma corrente da medicina, chamada “Teoria da higiene”, defende que o excesso de limpeza pode fazer mal, principalmente nos primeiros anos de vida. “Quanto mais cuidados você tiver com uma criança, maiores problemas respiratórios ela poderá ter no futuro”, explica o Dr. Roberto Figueiredo, biomédico e microbiologista. Pela teoria, o corpo humano possui duas frentes de defesa que se complementam: uma contra vírus, bactérias e infecções, e outra para as alergias. Quando a primeira deixa de receber estímulos, por estar em um local muito limpo, a segunda ganha força, amplificando os processos alérgicos. “Crianças precisam de contato com a terra para desenvolverem resistência”, completa. 

COMO IDENTIFICAR OS PRODUTOS ANTIALÉRGICOS?
O recomendado é buscar produtos de boa procedência e marcas conhecidas, que possam garantir o uso de compostos menos agressivos em seus produtos.

Para quem tem bichos em casa, o que fazer?

Segundo os especialistas, o ideal é manter os animais domésticos no quintal. No caso de apartamentos, é preciso limpar o animal e restringir os locais nos quais ele pode ficar. “Os animais
têm de ser criados longe de nossas camas e, sempre após o contato com eles, deve-se lavar as mãos”, conta Figueiredo. “Não só o pelo, mas também a pele e a saliva podem causar alergias”, conclui.

HORA DA TROCA!
Quando lavar e trocar os produtos em casa? Veja algumas dicas ótimas, algumas já faladas anteriormente, mas não custa nada relembrar, certo?

Piso: o mais indicado é limpar com pano úmido todos os dias, 
Toalhas: trocar duas vezes por semana, 
Roupas de cama: trocar de uma a duas vezes por semana, 
Tapetes e casinhas de cachorro: lavar semanalmente, 
Cachorros e gatos: banho semanal, 
Buchas de pia: substituir entre sete a dez dias de uso,
Tapetes: colocar no sol sempre que possível, aplicar acaricidas e fungicidas a cada 15 dias e varrer ou aspirar fora de casa, 
Cortinas: lavar a cada dois meses, 
Travesseiros: trocar a cada seis meses a um ano, para produtos sem capa protetora; com capa, troca a cada dois anos, 
Colchões: substituir por volta de 5 a 7 anos, mas a longevidade varia de acordo com o uso de capas e produtos de limpeza.

O MAIS IMPORTANTE É UMA BOA LIMPEZA, MANTER A CASA SEMPRE AREJADA E DEIXAR A LUZ DO SOL ENTRAR NOS AMBIENTES!
Espero que as dicas possam ajudar de certa forma a amenizar um pouco os sintomas alérgicos que incomodam tantas pessoas. Procurei o olhar na decoração. Abraços a todos!


Fonte: www.portaldecoracao.uol.com e www.truquesdemulher.com

2 comentários. Clique aqui para comentar!:

calma que estou com pressa postou o comentário número:

oii! aqui em casa não tem ninguem com alergia - mas sou adepta ao bom e velho aspirador , e adorei todas as tuas dicas - para evitar tudo isto-
e obrigado por estar lá no sorteio d fadinha da luz
boa sorte
bj
lu

Fabiana Tardochi postou o comentário número:

Oi Cris! Obrigada pelo carinho sempre.
Acredita que até minha 2º gestação eu era extremamente alérgica, a pó, a tinta, e algumas outras coisinhas, e de 8 anos para cá a alergia sumiu?
Sempre fui adepta do aspirador, acho que ele é a minha "empregada doméstica", pau para toda obra. As dicas são ótimas. Bjs♥

Real Time Web Analytics